quinta-feira, 9 de maio de 2013

Mães Más



Um dia, quando os meus filhos forem crescidos o suficiente para entenderem a lógica que motiva os pais e as mães, eu hei de dizer-lhes:
"Eu os amei o suficiente para ter perguntado: onde vão, com quem vão e a que horas regressarão".
Eu os amei o suficiente para não ter ficado em silêncio, e fazer com que eles soubessem que aquele novo amigo não era boa companhia.
Eu os amei o suficiente para fazê-los pagar pelas balas que tiraram da mercearia, ou revistas do jornaleiro, e os fazer dizer ao dono: "Nós pegamos isto ontem e queríamos pagar".
Eu os amei o suficiente para ter ficado em pé duas horas junto deles, enquanto limpavam o quarto: tarefa que eu teria feito em 15 minutos.
Eu os amei o suficiente para deixá-los ver além do amor que eu sentia por eles, o desapontamento e também as lágrimas nos meus olhos.
Eu os amei o suficiente para deixá-los assumir a responsabilidade das suas ações, mesmo quando as penalidades eram tão duras que me partiam o coração.
Mais do que tudo, eu os amei o suficiente para dizer-lhes NÃO, quando eu sabia que poderiam me odiar por isso - e em alguns momentos até me odiaram.
Essas eram as mais difíceis batalhas de todas.
Estou contente, venci... porque no final eles venceram também!
E qualquer dia, quando meus netos forem crescidos o suficiente para entenderem a lógica que motiva os pais e as mães, meus filhos vão lhes dizer, quando eles lhes perguntarem se a sua mãe era má: "Sim... Nossa mãe era má! Era a mãe mais má do mundo..."
As outras crianças comiam doces no café da manhã, e nós tínhamos de comer cereais, ovos e torradas.
As outras crianças bebiam refrigerantes, comiam batatas fritas e sorvete no almoço, e nós tínhamos que comer arroz, feijão, carne, legumes e frutas.
E ela obrigava-nos a jantar à mesa, bem diferente das outras mães, que deixavam os filhos comerem vendo televisão.
Ela insistia em saber onde nós estávamos a toda hora - tocava nosso celular de madrugada.

Era quase uma prisão; mamãe tinha que saber quem eram os nossos amigos e o que eles faziam.
Insistia que lhe disséssemos com quem íamos sair, mesmo que demorasse só uma hora ou até menos.
Nós tínhamos vergonha de admitir, mas ela violou as leis de trabalho infantil.
Nós tínhamos que tirar a louça da mesa, arrumar nossas bagunças, esvaziar o lixo e todo o tipo de trabalhos que achávamos cruéis.
Eu acho que ela dormia à noite, pensando em coisas para nos mandar fazer.
Ela insistia sempre conosco para lhe dizermos a verdade, e apenas a verdade.
E quando éramos adolescentes, ela até conseguia ler nossos pensamentos.
A nossa vida era mesmo chata.
Ela não deixava os nossos amigos tocarem a buzina para que nós saíssemos.
Tinham que subir, bater à porta para ela os conhecer.
Enquanto todos podiam voltar à noite com 12, 13 anos, nós tivemos de esperar pelos 16 para chegar mais tarde, e aquela "chata" levantava para saber se a festa foi boa - só para ver como estávamos ao voltar.
Por causa de mãe, nós perdemos algumas experiências da adolescência.
Nenhum de nós esteve envolvido com drogas, em roubos, atos de vandalismo, violação de propriedade, nem fomos presos por nenhum crime.
Foi tudo por causa dela.
Agora que já somos adultos, honestos e educados, estamos fazendo o nosso melhor para sermos "Pais Maus", tal como a nossa mãe foi.
Eu acho que é um dos males do mundo de hoje: não há suficientes
"MÃES MÁS".

21 comentários:

  1. Verdade, eh o certo eh as mãe do dia de hoje tem que ser assim pros filhos nao fazer coisa errada no futuro e passar pos filhos

    ResponderExcluir
  2. Er uma mae q tenta ajudar seus filhos para nao entra na vida erra

    ResponderExcluir
  3. Lucas Eduardo Marinho13 de maio de 2013 20:17

    Essa é a melhor forma de ensinar os filhos, se não tivesse falado NÃO diversas vezes os adolescentes não iriam se torna pessoas direitas.
    Isso fez com que eles a não se envolver em diversas coisas.


    Linda historia...

    ResponderExcluir
  4. andressa luzinete da silva13 de maio de 2013 20:18

    naoo que as maes seja màs e sim pq elas pensava no futuro para seus filhos uma mae quere um mau pra o seus filho tem que se o preucupa com o seus filhos porque no mundo d hoje muitas drogas,brigase etc so a maes que saber cuida d seu filhoooooo ...

    ResponderExcluir
  5. tatiane cristina de sousa13 de maio de 2013 20:18

    Nao e que a maes seja más e sim pq elas pessava no futuro para seus filhos uma mae nunca vai queere um mau para um filho tem que se prelcupar com os filhos. o mundo de hoje nao esta facil e mts grogas,brigas etc..
    so uma mae sabe como cuidar do seu filho.

    ResponderExcluir
  6. Michael castelli13 de maio de 2013 20:19

    Eu entendi que eles achavam que a mãe deles era má mas ela só queria o bem deles, depois da adolecencia ja adultos eles perceberam que a mãe má só queria o bem para o futuro deles, as vezes nós devemos olhar os dois lados da situação para entender melhor as coisas.

    Feliz Dia Das Mães...

    ResponderExcluir
  7. Gabriel Alves Faria13 de maio de 2013 20:19

    eu entendi que mães má é aquela que se procupa com os filhos e mães má é aquela que ama seus filhos mesmo quando é odiada por eles ou quer dizer nós

    ResponderExcluir
  8. solange do amaral13 de maio de 2013 20:20

    E realmente muitas pessoas ja passaram por isso ,eu também quando tinha os meus 12 anos para os meus 13 ficava vendo as meninas saindo sozinhas as vezes com seus amigos e eu nem poderia pensa em sair so ficava olhando.
    Era muito chato também quando nóis iamos almoçar principalmente jantar quando o meu pai chegava tinhamos que janta todos sentados ao redor da mesa e nunca falar de boca cheia e principalmente fala, conversa na mesa na hora da refeição tinha que ir direto para a escola não podiamos para para conversa com as coleguinhas .
    Essa história e muito emocionante meche com o passado da gente eu também achava minha mãe chata muito chata ,mais agora que eu tenho os meus filhos para e penso o quanto ela amava e ama eu e os meus irmãos o quanto ela e o meu pai se preoculpava com a gente a mesma coisa faso com meus filhos .
    Ainda olho e as vezes pergunto para mim mesma sera que eu estou sendo chata igual a minha mãe eu farei a mesma coisa porque eu amo eles como a minha mãe me amou .

    ResponderExcluir
  9. ingrid ribeiro da luz13 de maio de 2013 20:20

    A mãe quer o bem para os filhos e ela quer ver eles cresendo fortes e com saúde.
    Nenhuma mãe não quer ver od filhos no mau caminho.

    ResponderExcluir
  10. ELIANA OLIVEIRA BARROS SILVA13 de maio de 2013 20:21

    para ser boa mãe não e necessaria dizer sim para tudo.e sim saber dizer não nas horas certas.

    ResponderExcluir
  11. luciana guedes de oliveira13 de maio de 2013 20:22

    na minha opiniaõ ela naõ foi uma mãe má,ela foi uma mãe exemplar,que soube muito bem como educar seus filhos.

    ResponderExcluir
  12. silmara ferrera da silva13 de maio de 2013 20:24

    eu entendi que as maes ma so queria proteger seus filhos do perico das maus amizades como que eles andava, mais os filhos nao gostava do que a mae fazia, pq elas so queria ver o bem dos garotos nao em mas conpania.ver eles em bom emprego nao vendo os filhos nas drogas ou robando o maoir bem da mae e seus filhos elas sao capas de dar suas vidas pra eles. , mais simplemente nois joven nao damos valo.

    ResponderExcluir
  13. eu acho muito lega q toda as mães podese pratica com os filho para q eles pode ser auguem no foturo achei muito enterecente

    ResponderExcluir
  14. E realmente muitas pessoas ja passaram por isso ,eu também quando tinha os meus 12 anos para os meus 13 ficava vendo as meninas saindo sozinhas as vezes com seus amigos e eu nem poderia pensa em sair so ficava olhando.
    Era muito chato também quando nóis iamos almoçar principalmente jantar quando o meu pai chegava tinhamos que janta todos sentados ao redor da mesa e nunca falar de boca cheia e principalmente fala, conversa na mesa na hora da refeição tinha que ir direto para a escola não podiamos para para conversa com as coleguinhas .
    Essa história e muito emocionante meche com o passado da gente eu também achava minha mãe chata muito chata ,mais agora que eu tenho os meus filhos para e penso o quanto ela amava e ama eu e os meus irmãos o quanto ela e o meu pai se preoculpava com a gente a mesma coisa faso com meus filhos .
    Ainda olho e as vezes pergunto para mim mesma sera que eu estou sendo chata igual a minha mãe eu farei a mesma coisa porque eu amo eles como a minha mãe me amou .

    ResponderExcluir
  15. parabens e um otimo texto na verdade somos maes boas de mais poriso e que eziste muita ugustiça no nosso pais espero aprende diz nao e ser uma mae muito ma obrigada

    ResponderExcluir
  16. inportonteotexto foi muitto educativos ele falava sobre educassçoo isto e muito inportonte para nossos fihos

    ResponderExcluir
  17. E EU INTENDI QUE NOIS TEM QUE SER UMA PESSOA OBDINTE PARA PODER SER ONESTA TEM QUE TER UMA MAÊ MAS PARA NOS PODERMOS ENSINAR OS NOSSOS FILHOS A SER EDUCADOS E RESPOSSAVEIS

    ResponderExcluir
  18. muito bom foi por fala sober uma criança muito educada com seus pais sua mãe e todos da familia lindalva.

    ResponderExcluir
  19. monica maria novais13 de maio de 2013 20:29

    muito bom aeducaçao das maes porque hoje em dia niguem consegue cottrolar essas criança .se todo mundo consigise educar seus filho assim estarimos no mundo melhor monica

    ResponderExcluir
  20. marlene marilene13 de maio de 2013 20:29

    minha mãe ensinou nós nunca meixe nada que é de outras pessoas. porque ela brigava com agente. mamãe é tudo pra nós. naõ tenho muitas coisa para falar dela. o que eu achei deste texto muito bom. porque aprendemos muitos sobre isso. não podemos esquecer que a nossa mãe é tudo pra nós.

    ResponderExcluir
  21. thais de jesus soares13 de maio de 2013 20:30

    gostei porque todo tem uma sentido,apesa que e a melhor forma de ensinar os adolescentes e os filhos que possa torna pessoa direitas, e uma mae que jamais que ve seu filhos fazer coisa erada.

    ResponderExcluir

Deixe neste espaço um comentário respeitoso e construtivo... ele será importante para seu crescimento e de nosso trabalho. Obrigado.